Parto

Todo mundo sabe que existem dois tipos de parto: o parto cirúrgico  (Cesária) e o vaginal (natural/normal).
O parto vaginal ou natural pode ser realizado em várias posições como cócoras, deitada ou com cadeira de parto. Pode ter ou não intervenções médicas como ocitocina (hormônio sintético que induz as contrações), episotomia (corte vaginal) e anestesia. Esse tipo de parto é realizado em hospitais mas pode ser feito nas casas de parto ou no próprio domicílio.
O parto vaginal natural, não possui intervenções medicas, apenas as extremamente necessárias.
O parto cirúrgico é feito somente em hospitais por se tratar de uma cirurgia de grande porte, onde é feito um corte na parede abdominal e no útero, por onde sairá o bebê. Esse corte é fechado com pontos e fica no baixo ventre, na linha da calcinha. Esse tipo de parto é realizado no caso de a mamãe possuir algum problema de saúde que inviabilize o parto vaginal ou em caso de sofrimento fetal.
No parto podem ser usado anestesias como as: raquidianas, peridural e anestesia local. Com a raquidiana, a paciente pode participar ativamente do seu trabalho de parto, principalmente no período expulsivo  (quando o bebê esta nascendo). Esse tipo de anestesia é única, de efeito mais rápido e mais potente.
As anestesias mais utilizadas são: local, peridural e raquidiana. A local é aplicada diretamente na região genital e indicada para o período expulsivo do trabalho de parto, quando o bebê está nascendo. Tendência atual, a peridural é uma associação de anestésicos que possibilitam não sentir quase nenhuma dor e um mínimo de efeito nas fibras nervosas motoras, mas que pode requerer a colocação de um cateter para aplicação continua. A peridural possui anestésicos associados que possibilitam não sentir quase nenhuma dor e possui um número minimo de efeitos, mas que pode requerer a colocação de um cateter para aplicação continua. A anestesia local é aplicada diretamente na região genital, também usada no período expulsivo. No parto normal pode-se usar a local, raqui/peridural, utilizando uma dose pequena, na cesária usa-se a raquidiana ou a peridural.
A indicação da anestesia vai depender de fatores como o histórico clínico da paciente, estágio do trabalho de parto e sua tolerância à dor.

Nenhum comentário

Deixe sua opinião ou mensagem de carinho ♥ caso seja algo mais pessoal, pode falar comigo através do formulário que esta no menu principal.

Tecnologia do Blogger.